TECNOLOGIA BIM E A SUSTENTABILIDADE

A tecnologia BIM já é muito conhecida e utilizada pelos profissionais da construção civil principalmente para a compatibilização dos projetos, visualização e extração de quantitativos de materiais. O que ainda é pouco conhecido e explorado no mercado brasileiro, é que essa tecnologia abrange na verdade todo o ciclo de vida da edificação, desde a sua concepção, planejamento físico da obra, orçamento, sustentabilidade e gestão da manutenção, até a reabilitação ou a própria demolição do empreendimento.

Nas práticas atuais da construção civil, como ainda utilizamos a visão fragmentada do processo, os parâmetros sustentáveis são definidos tardiamente e muitas vezes sem que o proprietário entenda os reais benefícios a longo prazo. Em alguns casos, os parâmetros são até mesmo descartados devido há falta de dados e análises suficientes.

Com a tecnologia BIM conseguimos obter dados e fazer simulações de alternativas sustentáveis antecipadamente. Com essa facilidade, a equipe envolvida consegue entender e avaliar os benefícios de se investir em materiais e em sistemas que podem custar mais inicialmente, mas que podem ter um melhor retorno sobre a vida útil do edifício.

Alguns profissionais de projeto de construção estão incorporando dados sobre sustentabilidade nos próprios modelos BIM, afim de facilitar ainda mais as tomadas de decisões. Com todas as informações armazenadas um mesmo ambiente, é muito mais fácil simular e avaliar os reais benefícios de alguma especificação. De forma simples, o BIM permite aos arquitetos e engenheiros analisar o quão sustentável o projeto será antes mesmo do início da construção.

O uso da tecnologia BIM também permite a integração das disciplinas de projeto para o atingimento do objetivo comum, ser sustentável. Esse tipo de tecnologia pode também diminuir os custos na formulação de um projeto verde disponibilizando informações para futuras certificações.