O trabalho minucioso do Arquiteto

Quando nos deparamos com obras arquitetônicas mundo afora, pode ser difícil enxergar com clareza as minúcias ou peculiaridades por trás do resultado final destes projetos. Quando vemos uma casa, galpão, prédios, entre outros, é possível que passe despercebido o trabalho por trás dessas edificações: dezenas de projetos e profissionais envolvidos nos bastidores da edificação.

A Arquitetura é uma das profissões mais antigas do mundo e uma das que mais envolve disciplinas diferentes e conhecimentos variados para a realização de projetos eficientes dos mais diversos temas na sociedade.

Cada projeto, seja industrial, comercial, escolar ou hospitalar, tem suas particularidades e especificações que devem ser estudadas pelos profissionais envolvidos, de forma a contribuir com ideias funcionais e que atendam às necessidades do público alvo, expectativas dos clientes e consigam ser executados.

Desde o primeiro contato com seu cliente, briefing e estudos iniciais, o arquiteto deve estudar e compreender não só as especificidades do tema em questão e normas técnicas, mas também as necessidades do cliente. Deve-se sempre estar atento a todas as variáveis existentes, para que, ciente delas, possa descobrir a melhor maneira de contemplá-las e solucionar os desafios apresentados, de forma a contribuir para um resultado final de excelência funcional e visual.

Talvez um dos maiores desafios seja encontrar a melhor forma de atender a essas demandas, conciliando o que se considera ideal com o que pode ser de fato executado – desafio esse compartilhado com diversos projetistas complementares. Embora, de certa forma, é esse desafio do trabalho minucioso do arquiteto que resulta em edificações diversificadas e únicas.

Seja através de sistemas construtivos novos, softwares variados, legislações específicas, referências estéticas, o arquiteto está sempre buscando as mais variadas inspirações para a concepção do projeto.

Por, Lucas Munari