Arquitetura e tecnologia| Parte 1

Arquitetura e tecnologia sempre andaram juntas, desde os primórdios da humanidade na construção das primeiras habitações primitivas e dos grandes templos e tumbas – como o Parthenon na Grécia e as pirâmides do Egito – aos grandes edifícios da atualidade, e seus arranha-céus. Arquitetos e engenheiros se utilizam das técnicas construtivas vigentes para construir, e vão as aperfeiçoando com o passar do tempo, resultando em novos materiais e novos métodos construtivos.

Nossas técnicas construtivas evoluíram desde às primeiras habitações primitivas, mas a maneira com que projetamos nossas construções? Será que mudou também?  E como a tecnologia está mudando a forma que pensamos e concebemos nossos edifícios?

O advento do computador pessoal trouxe muitas facilidades e abriu uma grande gama de possibilidade para todos os setores, e não foi diferente com a arquitetura: a partir do desenvolvimento da tecnologia CAD deixamos de representar nossos desenhos técnicos a mão e começamos a desenha-los no computador, o que resultou em um grande ganho de produtividade. Quando as primeiras tecnologias de modelagem 3D surgiram, abriu-se um novo leque de oportunidades para representar e entender nossas criações, mas a grande maioria dos arquitetos e engenheiros permaneceram sem alterar o processo de criação. Hoje vivemos no “tempo” do BIM, em que construímos nossos edifícios de forma virtual antes de construí-los fisicamente, servindo de grande auxilio no desenvolvimento do projeto, porém nossa forma de concepção do projeto ainda não se utiliza de todo o potencial que as tecnologias podem oferecer.

Nós da Proa estamos atentos as novidades do mercado da construção e tecnologia, e por isso vamos apresentar aqui ao longo do ano algumas tecnologias e ferramentas digitais que estão surgindo para auxiliar no processo de criação e desenvolvimento de projeto, e que vão alterar consideravelmente nossa maneira de pensar e fazer arquitetura nos próximos anos.